COMUNICADO

PLANO DE ACÇÃO

PARA UM MUNDO EM QUARENTENA

Sabemos que este momento da história está a trazer inúmeras dificuldades, perdas e contração económica.  No meio de todos os desafios que já vivíamos somos agora confrontados com algo ainda maior, que veio abalar para sempre as estruturas que pareciam sólidas e nos davam a ilusão de segurança. 

Lamentamos profundamente tudo o que está a acontecer e, apesar de cumprirmos todas as normas de segurança da DGS, não conseguimos ficar de braços cruzados a lamentar sem agir. Acreditamos que em tudo existe uma enorme oportunidade de mudança. Neste caso a mudança para o paradigma de regeneração que muitos de nós desejam já há muitas décadas!
 

Partilhamos então convosco tudo o que já tínhamos previsto concretizar este ano e que pretendemos lançar tão breve quanto possível para que sintam e percebam que estamos aqui, ao vosso lado, e totalmente focados, a fazer a diferença que queremos ver no mundo 

 

1. Incremento de Horta

Estamos a aumentar a nossa produção plantando muito mais para sermos tanto quanto possível auto suficientes do ponto de vista alimentar. Sempre biológico, certificado, e nunca com monoculturas. Estamos a trazer regeneração e biodiversidade ao Parque Natural da Arrábida usando a técnica da agrofloresta. 
Querem plantar também em casa ou no jardim mais próximo? Peçam-nos os conteúdos que desejam que tentaremos colocar online para todos. 

2. Reciclador de Águas Cinzentas

Nunca conseguimos produzir tanto quanto gostaríamos devido à falta de água na região da Arrábida. Decidimos instalar um reciclador de águas cinzentas que aproveitará a água dos lavatórios e duches, filtrando óleos, sabão e bactérias para que, por exemplo, esta água reciclada seja reutilizada para as sanitas e para regar os exteriores e as árvores jovens, reservando a água dos poços para a horta. 
Equipamento financiado pelo Turismo de Portugal na Linha de Apoio à Sustentabilidade (financiamento já aprovado).   

3. Desidratador Solar

Assistimos nas últimas semanas ao aumento da compra de produtos enlatados. Percebemos que parece ser a solução mais óbvia, principalmente devido ao tempo de validade desses produtos, mas queremos mostrar que há outra forma de conservar alimentos que gera mais saúde do que alimentos em lata. 
Com mais produção teremos mais excedentes e estamos também a convidar os produtores locais (bio) a desidratar os seus produtos connosco e a disponibilizar alimentos mais saudáveis à região e a preços justos. 
Este desidratador foi-nos oferecido pela ENA através do programa INTERREG MED da Comissão Europeia. Queremos colocá-lo à disposição da comunidade.
Se são produtores ou se conhecem alguém que possa estar interessado em usar o nosso desidratador contactem-nos. 

4. Circuito de Regeneração Interactivo

Como projecto de educação que é, a Biovilla quer continuar a informar e contribuir para a formação dos seus visitantes relativamente ao respeito pelo fauna e flora locais, para fomentar o uso consciente do espaço natural, promover a limpeza das praias e das serras e para reforçar o respeito pelas tradições locais e por um usufruto cuidado de um espaço que é de todos. 
Assim, vamos montar um circuito interactivo com a criação de materiais e de um roteiro audiovisual e virtual multi-idioma de apoio ao visitante com informações sobre todas a práticas regenerativas que temos, desde a agrofloresta, passando pelo composto, camas elevadas e trabalho com sementes, por exemplo, iremos dar acesso livre e mais estruturado a informação sobre tudo o que fazemos.

5. Mercadinho

Como teremos mais alimentos e produtos disponíveis, nossos e em revenda dos nossos parceiros, iremos alargar a nossa área de mercadinho para podermos dar acesso a um (quase) mini mercado biológico a Palmela e a quem nos visita. Teremos disponíveis muitas opções de alimentação – dos secos aos frescos, higiene pessoal e da casa. Com especial enfoque em produtos orgânicos, que incentivam a economia circular e local, e produzem, tanto quanto possível, lixo zero. 
Este mercadinho funciona já com parcerias com a Babu, Mind The Trash, Gasshô e Greendet.

Mais algum parceiro a querer juntar-se?  

6. Expansão de Alojamento 

Sendo permitida pela Câmara Municipal de Palmela e pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas a construção – por sermos um projecto ecológico e a funcionar como Agroturismo e (muito em breve) Turismo de Natureza –, iremos ampliar o nosso espaço para que consigamos receber mais pessoas em formações, retiros ou mesmo em férias. No fundo teremos mais capacidade para receber pessoas que se queiram regenerar no seio da Serra da Arrábida. 
Esta fase de obra é apoiada pelo Turismo de Portugal (financiamento já aprovado) e
procuramos agora um parceiro para fazer acontecer connosco, ou várias famílias que queiram fazer da Biovilla o seu espaço de férias ou fim de semana na natureza. Interessados? Contactem-nos para saberem mais. 

7. Aproveitar a natureza: contemplação, BTT e caminhadas

Acreditamos que se as pessoas se voltarem a apaixonar pela natureza irão protegê-la e mudar de hábitos de forma muito mais efectiva. Assim, estamos a melhorar as nossas áreas comuns para que quem nos visita possa usufruir mais e melhor. Exemplos: 

 

- Centro BTT Ecológico com estação de lavagem para bicicletas (usando água reciclada e devolvendo a água com óleos ao reciclador), posto para pequenas reparações e painel de trilhos com download possível para GPS. 
Este equipamento é co-financiado pelo programa SI2E via o GAL ADREPES e activado com o nosso parceiro Bike Experience.

Procuramos um financiador, patrocinador ou vários apaixonados por este desporto e futuros usufruidores deste espaço para podermos pôr a funcionar o quanto antes. Contactem-nos. 

 

- Piscina: o nosso tanque de aproveitamento das águas da chuva vai passar a ter um tratamento com lâmpadas UV específicas para permitir que a água possa ser usada tanto na horta como para banhos. É uma infraestrutura importante também para abastecimento de água aos bombeiros em caso de incêndio na região e um bebedouro fundamental para pássaros, abelhas e outros insectos conseguirem estar hidratados durante os períodos de seca no Verão. Temos a certeza que fará igualmente as delícias de miúdos e graúdos nas épocas de mais calor :) 

 

- Estacionamento: Continuamos a ver carros estacionados na serra em zonas sensíveis que idealmente deveriam ser protegidas. Vamos ampliar o nosso parque de estacionamento para que todos os que desejam usufruir da serra possam estacionar em lugar seguro e não em cima de zonas de regeneração.  

 

- Espaço de refeições: As refeições que servimos (orgânicas, de origem local e vegetarianas, claro) são muito apreciadas por quem já se hospedou connosco ou participou em algum evento que promovemos. Em breve vamos estar também abertos ao público em geral proporcionando aos visitantes da serra uma alternativa de alimentação saudável. 
 

8. Viveiro Agroflorestal

O nosso viveiro tem albergado principalmente o nosso trabalho com sementes. Só no ano passado, em parceria com a Eco-Interventions, entregámos mais de 120 kilos de sementes que germinaram e fizeram nascer cerca de 7.000 árvores que estão a regenerar uma área de mais de 1.000 hectares de floresta no Alentejo. 
Nos próximos anos queremos pelo menos duplicar anualmente a recolha e tratamento de sementes no nosso viveiro. A escolha de trabalho com sementes em vez de mudas de árvores deve-se à falta de água da região e incapacidade de garantir a rega das mudas no período do Verão mas esperamos em breve conseguir conciliar ambos, com a instalação do reciclador de águas cinzentas. 
Obrigada a todos os que contribuíram para a nossa campanha de Crowdfunding de 2018. Estamos de pé e a funcionar! :) 

Ao querermos ir mais além desenvolvemos um mega projecto que em breve vai ganhar vida neste nosso Viveiro: 

 

VER - Viveiro de Emprego Regenerador 

É um programa de criação de auto-emprego e/ou aumento de rendimentos com base em negócios regenerativos para 105 desempregados jovens e de longa duração com enfoque na região de Palmela e Setúbal. A metodologia VER consiste em fazer os participantes imergirem por 8 meses em  4 áreas principais de potencial de regeneração: 1) sementes e floresta autóctone; 2) horta biológica; 3) transformação de alimentos e alimentação saudável e 4) agro turismo / turismo de natureza. Depois do contacto com cada uma das áreas, escolhem o tema de aprendizagem que os apaixona e segue-se um período de acompanhamento em formato de "learning by doing" onde os técnicos de cada uma das 4 áreas os acompanharão 2 dias por semana durante 4 meses nas tarefas de prática e aprofundamento do tema escolhido. 
A metodologia e inovação do VER consiste assim em fazer os participantes experimentarem técnica e emocionalmente variadíssimos temas ligados à regeneração que os podem apaixonar e desta forma encontrarem o seu propósito de vida. 
Acompanhá-los-emos a criar o seu próprio emprego aliado a uma vida profissional com propósito. Contamos ainda que mesmo que não criem o seu posto de trabalho ficarão preparados e capacitados para a ingressão no mercado de trabalho destas temáticas que tanto carece de profissionais em temas emergentes tão necessários ao país. 
Estamos a aguardar resposta às candidaturas que fizemos. Mas queremos de qualquer forma avançar, principalmente neste contexto em que o desemprego se prevê que suba muito nos próximos tempos!

Contactem-nos caso ressoem com este programa.

9. Moeda Local

Face a uma crise económica que vai chegar de rompante e sem precedentes, como estamos a prever que aconteça muito em breve, queremos gerar autonomia e abundância através de trocas de valor efectivo, investindo na economia real. 
As horas dos nossos voluntários vão passar a ser compensadas com atribuição da nossa moeda através da qual poderão descontar os seus créditos no Mercadinho ou em formações que estejam a acontecer na Biovilla, por exemplo. 
Sonhamos que esta moeda seja alargada a toda a comunidade local, a começar pelo Vale de Barris, e que se estenda até Palmela, para que as trocas de amor e solidariedade sejam valorizadas tanto quanto os inputs financeiros. Desta forma acreditamos que se um dia faltar liquidez a alguém, não vai faltar comida nem bens essenciais de forma nenhuma. 

MAIS? FALEM CONNOSCO

QUEREMOS SABER AS VOSSAS NECESSIDADES E IDEIAS!

VAMOS FAZER ACONTECER JUNTOS?

Sabemos que não somos perfeitos, que na maior parte das vezes demoramos demasiado a fazer o que nos propomos, mas fazemos. Mais tarde ou mais cedo aparece a obra feita. É dessa fibra que nos construímos. Muitas vezes também não conseguimos fazer da forma que esperam de nós. 

Sermos pioneiros significa termos de nos adaptar ao cenário do momento e garantir que fazemos tudo de forma estruturada e legal. E a lei e os recursos nem sempre acompanham a nossa visão e ritmo. 

Mas confiamos que vamos aos poucos mostrando caminhos diferentes de se ser e se estar, através do melhor exemplo que conseguimos ser. Dando "apenas" o nosso melhor. Começamos por nós, testamos, erramos, voltamos a tentar e nunca desistimos. Quando finalmente funciona partilhamos com todos os nossos avanços. 

Temos mais de 10 anos de funcionamento de laboratório vivo para a humanidade. E estamos cá para ficar e evoluir. Por isso tudo o que fazemos é em total entrega ao que acreditamos e agora, mais do que nunca, estamos cá para fazer acontecer. 

 

Relembramos que somos uma cooperativa para o desenvolvimento sustentável de livre acesso a quem queira connosco contribuir ou usufruir. 

 

Contactem-nos via geral@biovilla.org. 

Muito obrigada pela vossa resiliência e coragem nestes tempos. A mudança está à porta!

Estamos juntos (à devida distância de segurança) e esperamos poder abraçar-vos em breve, muito em breve, quando tudo isto passar! 

Bárbara Leão de Carvalho
Co-Fundadora e Directora Geral da Biovilla

 

© 2016 Biovilla

PARCEIROS:

FINANCIADO POR: