APRENDIZAGEM

ESTRUTURA DE ENSINO

A aposta e intervenção social da biovilla parte do pressuposto que apenas através de um esforço contínuo de educação, formação, partilha comunitária e reforço de laços e redes sociais se poderá ambicionar uma sociedade mais equilibrada e sustentável. Esse esforço deve ser transversal a estratos económicos, sociais e etários e mobilizar todos os cidadãos num movimento único e coeso. Deste modo, a abordagem sócio- educativa da biovilla contempla um conjunto de acções:

Projectos Comunitários Locais

Participação activa e dinamização de actividades sócio-culturais na região onde a biovilla se insere com especial enfoque em actividades de natureza desportiva, ambiental e cultural. Neste âmbito, temos já desenvolvidas parcerias com algumas entidades e grupos tais como os Jovens para o Desenvolvimento, Centro Social de Palmela, Experimentáculo, entre outras organizações locais tendo já participado e colaborado em diversas actividades.

Acções de

Formação

A biovilla pretende ter um papel de grande importância e relevância ao nível da formação em Sustentabilidade, Permacultura e Transição e Desenvolvimento Pessoal em Portugal. 

Estes três pilares de conhecimento são a base de partida para uma oferta educativa que irá desde os workshops diários até aos cursos intensivos de 15 dias. Em Janeiro de 2012 demos início ao Plano de Formação sendo que o mesmo contempla sessões de formação todos os meses e está devidamente alinhado com o Plano de Negócios da biovilla.

Projectos de Voluntariado

A biovilla pretende activamente promover o voluntariado regular na sua região como forma de activação dos cidadãos para uma maior proactividade e participação comunitária. Em paralelo, a biovilla acolhe o SVE – Serviço de Voluntariado Europeu – e Woofers – Willing volunteers on organic farms – contribuindo desta forma para a expansão e dinamização do voluntariado internacional.

Empreendedorismo e Autosuficiência

A biovilla desempenha um papel motivador, educador, impulsionador e agregador ao nível do empreendedorismo na sua região e em Portugal nas temáticas da Sustentabilidade e do Empreendedorismo Jovem. Sessões de formação, aconselhamento e apoio, estabelecimento de redes de parcerias locais, apoios aos microprodutores, envio de jovens para o SVE ou Woofing no estrangeiro, apoio na elaboração de candidaturas a apoios e fundos comunitários, entre outros, são aspectos cruciais da sua actuação neste âmbito.

Intercâmbios e Programas de Jovens

Sob a alçada do Programa Juventude em Acção e Programa Grundvtig a biovilla irá, à semelhança do que já aconteceu em 2010, organizar e promover intercâmbios nacionais e internacionais de jovens. Estes projectos visam capacitar os nossos jovens com um conjunto de ferramentas sociais, ambientais e económicas que os permitam ser cidadãos mais activos, responsáveis, saudáveis, justos e sustentáveis.

Investigação

e Pesquisa

A biovilla terá futuramente um Centro de Educação para a Sustentabilidade (CES) focado num investimento a longo prazo na Investigação e Pesquisa tanto ao nível do Desenvolvimento Pessoal como da Permacultura sendo o melhor teste de ensaio possível a própria biovilla e todo o seu ecossistema. A partir de 2015 a biovilla pretende ainda acolher dois investigadores bolseiros por semestre.

 

NA BIOVILLA

 

FORMADORES

A NOSSA EQUIPA

Bárbara Leão de Carvalho

Doutora em Marketing para a Sustentabilidade e especialista em consumo consciente, Bárbara é actualmente Professora de Marketing do IPAM - The Marketing School de Lisboa. 

 

A sua paixão por um mundo melhor levo-a a tornar-se permacultora, coach, mestre de reiki e consultora em Marketing Estratégico. Integra hoje assim várias metodologias que mostrem que é possível criar portfólio e projectos que gere não só valor económico, mas principalmente valor social e ambiental.

 

Nos últimos 10 anos desenvolveu diversos projectos relacionados com consumo consciente tendo sido co-fundadora da Biovilla. Bárbara acredita verdadeiramente na mudança social e em sistemas e modelos que trazem não só sustentabilidade ao mundo, mas essencialmente felicidade ao dia-a-dia das pessoas. 

 

É através do seu blog "Sigo o meu Coração" e da sua poesia, que sugere um estilo de vida com mais propósito, amor e valor. Espelha assim através das suas linhas o seu próprio percurso pessoal até ao caminho do seu coração, esperando desta forma, ajudar outros a seguirem também o seu."

Filipe Alves

 

Licenciado em Economia pelo ISCTE, estagiou no Departamento de Prospectiva e Planeamento do INETI, trabalhou como voluntário internacional na Environmental Engineering Group, na Sérvia, como Researcher no Center for Scientific Research em Auroville, Índia e como Consultor em Sustentabilidade na Other Signs – Consultoria Organizacional Lda.

Membro fundador de várias organizações (entre elas a AEGEE – Lisboa) é desde 2007 Presidente da ECOLUTION – Organização não-governamental de defesa do Ambiente – e um membro pró-activo da sociedade civil portuguesa através da colaboração com diversas organizações, fundações e cooperativas. Em 2008 foi o Embaixador Português do Programa Climate Change College promovido pela Ben&Jerry’s e Wildlife World Foundation.

Em 2009 tirou o Curso de Design em Permacultura tendo desde essa altura dedicado esforços ao processo de transição. É actualmente formador da UE em Portugal através da Agência Nacional para o Programa Juventude em Acção e na biovilla assume as funções de Direcção e responsável pelo Pilar Aprendizagem.

SUSTENTABILIDADE

NA APRENDIZAGEM

Na nossa visão não é possível alcançar a verdadeira Sustentabilidade sem redesenharmos todo o paradigma da Educação/Formação. Na aprendizagem temos o princípio e o próprio fim da mudança de paradigmas e da consciência rumo a um futuro que se deseja mais equilibrado, equitativo, justo, saudável, pacífico…numa palavra: consciente.

Educação/Formação

i) Educação não-formal valorizando metodologias de aprendizagem que priorizem a diversidade e unicidade própria de cada indivíduo, que permitam a liberdade de expressão, que tragam complementaridade entre a teoria e a prática, a formação interior com formação exterior, componente técnica e operacional e através da total transparência e abertura permitam uma experiência plena

ii) Educação Holística que abrace as diferentes partes de cada um de nós e que permita a construção de seres completos em sintonia com a sua própria essência e alinhados com a sua própria Missão

iii) Contínua experimentação e evolução ao nível de métodos, técnicas e modelos de aprendizagem

Economia

i) Educação a preços justos e acessíveis que permitam ao maior número de pessoas possível participar

ii) Possibilidade de “trocar” tempo, trabalho, materiais e outras moedas de troca por cursos/retiros/workshops..

iii) Bolsa de Formação local que visa proporcionar aos nossos parceiros, vizinhos e aos mais desfavorecidos dentro da nossa comunidade local a participação gratuita ou substancialmente comparticipada nos nossos cursos/retiros/workshops

 

© 2016 Biovilla

PARCEIROS:

FINANCIADO POR: